Quais são as partes de um diamante?

by Stella Diamonds

9 de setembro de 2019

Quem está buscando um anel de noivado já deve ter reparado que há vários termos específicos quando se trata de diamantes. E você sabe quais são as partes de um diamante? Não? Então nós contamos para você!

Mesa do Diamante

A mesa representa uma parte muito importante do diamante. Ela é essencial para que a pedra tenha a aparência brilhante. É a maior faceta plana da superfície da peça. A mesa refrata os raios de luz que passam pelo brilhante. Então direciona esses raios para as outras facetas. Então isso faz com que a pedra brilhe.

O tamanho da mesa deve ser proporcional. Ela não pode ser nem tão grande nem tão pequena. Além disso, se for muito grande, sobra pouco espaço para as facetas superiores da coroa dispersarem a luz. Já se for muito pequena, o brilho diminui, pois entrará pouca quantidade de luz dentro da pedra.

Pavilhão 

O pavilhão fica abaixo do rondiz e corresponde à porção inferior do briilhante. Quando a pedra é cravada em uma joia, normalmente o pavilhão fica escondido. Mas ele tem um papel importante na produção dos estouros de luz do diamante. O ângulo das facetas do pavilhão influencia em como a luz será refratada.

O pavilhão não pode ser muito raso, nem muito profundo. Se ele for raso demais, com o ângulo muito aberto, a luz passará pelo diamante e sairá pelo fundo. Assim, não atingirá as facetas e o diamante ficará mais escuro. Mas se o pavilhão for muito profundo, com o ângulo fechado demais, a luz escapa pelas laterais do diamante. Então ele perde um pouco do seu brilho.

Rondiz 

O rondiz divide a coroa e o pavilhão. Para medir o diâmetro de um diamante redondo é considerado a borda de um rondiz até a borda do rondiz oposto, passando pelo meio da pedra.

É essencial que o rondiz seja proporcional. Se o rondiz for muito fino, ele pode se apresentar como um ponto fraco da pedra, podendo até trincar ou lascar com facilidade. Mas se ele for muito grosso também não é bom, pois pode afetar as proporções do diamante. Neste caso, pode concentrar o peso do diamante no meio da pedra e isso faz com que ele pareça menor que um diamante de peso semelhante e com um rondiz de tamanho ideal, proporcional.

O rodiz pode ser áspero, polido ou facetado. Normalmente, os diamantes que são redondos e brilhantes possuem o rondiz facetado.

Coroa do Diamante

A coroa é a porção facetada da parte superior de um diamante. Ela fica localizada acima do rondiz (que já explicaremos o que é). Quando o diamante é cravado em uma joia, essa é a parte que fica aparente. A luz se dispersa pela coroa e é ali que conseguimos enxergar os disparos de luz da pedra. 

Culaça 

O ponto na base do diamante chama-se culaça. É onde se encontram as facetas do pavilhão. Geralmente, as facetas do pavilhão dos diamantes são cortadas de jeito uniforme. Assim, formam uma culaça pontiaguda. Caso as facetas não sejam uniformes na ponta, a culaça é polida. Então se forma uma nova faceta. 

Veja também: O que são os pontos de um diamante 

Agora que você já conhece mais sobre os diamantes, que tal conhecer as nossas opções de anéis de noivado e alianças. Visite o nosso site!

Recomendados para você